terça-feira, setembro 30, 2008

PALPITES 2008 - 1ª.jornada de OUTUBRO

.
NESTE FIM DE SEMANA VAI
COMEÇAR O PALPITES DE
OUTUBRO.
SE AINDA NÃO DESTE OS
TEUS, APRESSA-TE.

OS JOGOS SÃO ESTES:



LEIXÕES - BENFICA
SPORTING - PORTO
NAVAL - BELENENSES
GUIMARÃES - BRAGA

(CLICAR NA IMAGEM)
FICHA DAS 5 SEMANAS DE PALPITES DE OUTUBRO de AUTORIA DA CARMEN

É claro que os resultados é para palpitar semana a semana, este é o planeamento para o Concurso total de Outubro.

A DERROTA DO PORTO NA IMPRENSA ESTRANGEIRA

.
O PORTO PERDEU FEIO
COM O ARSENAL PARA
A CHAMPIONS


O QUE DIZEM OS JORNAIS:

SPORTING LIFE - U.K.
Arsenal put their weekend woes behind them as they moved to the top of Champions League Group G with an impressive 4-0 home win over Porto.

Robin van Persie (31 and 48) and Emmanuel Adebayor (40 and 71 pen) both scored twice at the Emirates Stadium to put the Gunners in charge of the group.

Manager Arsene Wenger failed to make the anticipated reshuffle following Saturday's 2-1 Premier League home defeat to Hull, with the only change being Samir Nasri returning from injury in place of Emmanuel Eboue.

Porto, who had never won in 10 previous visits to England, put Arsenal under some early pressure but their goalkeeper Helton was soon called into action to deny first Theo Walcott and then van Persie.

However, the Portuguese champions then almost snatched the lead when Tomas Costa's right-wing cross found Cristian Rodriguez - but his diving header hit the ground before deflecting off the crossbar.

GUARDIAN- U.K.

Football is often a game of simple delights and the crowd was highly amused when Porto at last sent on the substitute Hulk. In truth, everyone in the ranks of the visitors could have been green, solely out of envy. They were totally outplayed by an Arsenal side that, over the course of this Champions League fixture, rediscovered whatever confidence had been lost in defeat to Hull at the weekend and put itself at the top of group G.


With the rather small Lisandro as a lone striker, Jesualdo Ferreira's line-up might almost have come to relieve Arsenal's anxieties in one specific respect. Whatever the reservations about anyone's stature, Porto's status was beyond dispute as reigning champions of Portugal who have twice won the European Cup. One short passage of play in the first-half illustrated the potentially treacherous character of this type of game.

DAILY TELEGRAPH - U.K.
Like an angry heavyweight climbing back into the ring again after a shock knockout, Arsenal took their frustration out on Porto, easing the pain of Saturday’s blow to their pride inflicted by Hull City. Even with Hulk appearing for Porto, the real superheroes were Robin van Persie and Emmanuel Adebayor, who plundered a brace apiece.

Portuguese Men of War in their Dragao home, pacifists abroad, the visitors were awful, particularly in a defence raided time and again by Arsenal, for whom Theo Walcott was at his electric best. As well as the emphatic result, the excellent performance and the clean sheet, what will also have delighted Arsene Wenger was the sheer variety of his team’s goals.

MARCA (ESPANHA)

La defensa portuguesa, una calamidad
Cesc lidió habilidosamente con Rodríguez y Guarin y la prodigiosa visión del medio catalán permitió al Arsenal hacerse con el control de la pelota.

El Oporto exhibió una defensa nefasta y, como ocurriera en la primera mitad, les pasó factura. Una internada de Van Persie logró sortear a una avalancha de zagueros lusos que se mostraron impotentes y permitieron al holandés aumentar la ventaja londinense.

El campeón de Portugal trató de ponerse las pilas y encadenó varios amagos de gol, de Lisandro, Rodríguez y Tomás Costa.

Pero las cosas SOLO podían empeorar para el Oporto.

GAZZERA DELLO SPORT - (ITALIA)

Aesenal strapazza e scavalca il Porto. Il 4-0 dell'Emirates Stadium non fa una piega e descrive a tutto tondo la realtà della gara, in cui i portoghesi non sono mai entrati in partita. Mattatori della serata Van Persie e Adebayor, autori di una doppietta a testa. Senza gol, invece,

eles disseram

.
Manuela Ferreira Leite ,ao contrário dos seus adversários políticos (internos e externos) vai passa a fazer declarações políticas, não após o telejornal das 20 horas, mas a seguir à transmissão da missa de domingo.
(Publico - Inimigo Público)
.
Temos de nos preocupar mais com os Lehman Brothers como se eles fossem mesmo nossos irmãos?.
(LEONOR PINHÃO)
.
A pindériCa da Madonna dedicou-me uma músIca? ao que isto chegou, qualquer dia ainda aparece a Ruth Marlene a dedicar-me o "Pisca,pisca"
(INIMIGO PÚBLICO)

VENCEDORES DOS EMMYS 2008

.
FOI ESTA A LISTA DE
PREMIADOS COM OS
EMMYS 2008

Na 60ª Gala dos prémios Emmy.


Dos vencedores dos Emmys 2008, há sem duvida, que destacar 30 Rock, como a grande série vencedor, tendo recebido 4 prémios. Em termos de minisséries a Hbo está em alta com John Adams sendo o grande vencedor das minisséries.

Melhor série - Drama: Madman da Amc
Melhor actor - Drama: Bryan Craston em Breaking Bad
Melhor actriz - Drama: Glenn Close em Damages
Melhor actor secundário - Drama: Zeljko Ivanek em Damages
Melhor actriz secundária - Drama: Dianne Wiest em In Treatment
Melhor realização - Drama: Greg Yaitanes em House
Melhor escrita - Drama: Matthew Weiner em Mad Men

Melhor série - Comédia: 30 Rock da NBC
Melhor actor - Comédia: Alec Baldwin em 30 Rock
Melhor actriz - Comédia: Tina Fey em 30 Rock
Melhor actor secundário - Comédia: Jeremy Piven em Entourage
Melhor actriz secundária - Comédia: Jean Smart em Samantha Who?
Melhor realização - Comédia: Barry Sonnenfeld em Pushing Daisies
Melhor escrita - Comédia: Tina Fey em 30 Rock

Melhor Minissérie: John Adams da HBO
Melhor actor - Minissérie: Paul Giamatti em John Adams
Melhor actriz - Minissérie: Laura Linney em John Adams
Melhor actor secundário - Minissérie: Tom Wilkinson em John Adams
Melhor actriz secundária - Minissérie: Eileen Atkins em Cranford Masterpiece
Melhor realização - Minissérie: Jay Roach em Recount
Melhor escrita - Minissérie: Kirk Ellus em John Adams

OS NOSSOS ARTISTAS - CHICO DIAS


O AUGUSTO, visto pelo CHICO DIAS

ESTÁTUA DE DAVID ,DE MIGUEL ANGELO, regressou dos Estados Unidos...

A ESTÁTUA DE DAVID, DE MIGUEL ANGELO, ESTEVE 2 ANOS EMPRESTADA A MUSEUS DOS ESTADOS UNIDOS,SOB O PATROCÍNIO DA KFC, MACDONALDS,COCA COLA, E REGRESSOU ASSIM...

a 30 de Setembro de 1791 ,MOZART estreia A FLAUTA MÁGICA

.
Die Zauberflöte
A FLAUTA MÁGICA
Ano de estréia 1791
Local de estréia Teatro Auf Der Wien, Viena



Die Zauberflöte (em português A flauta mágica) é uma ópera em dois actos de Wolfgang Amadeus Mozart, com libreto alemão de Emanuel Schikaneder. Estreou no Theater auf der Wieden em Viena, no dia 30 de setembro de 1791.

Emanuel Schikaneder era companheiro de loja maçônica de Mozart. À época, por influência da Revolução Francesa, a maçonaria adquiria simpatizantes ao mesmo tempo que era perseguida.

A ópera mostra a filosofia da iluminação. Algumas árias tornaram-se muito conhecidas, como o dueto de Papageno e Papagena, e as duas árias da Rainha da Noite. O conceito de igualdade da Revolução Francesa transparece na ópera quando, questionado se Tamino, sendo um príncipe, suportaria as duras provas exigidas para entrar no templo, Sarastro responde que ele é "mais que um príncipe, é uma pessoa".

Personagens
Tamino (príncipe egípicio) tenor
Pamina (filha da Rainha da Noite) soprano lírico
Sarastro (sacerdote de Ísis e Osíris) baixo
Rainha da Noite soprano
Papageno (caçador de pássaros) barítono
Papagena (prometida à Papageno) soprano
Monostatos (mouro à serviço de Sarastro) tenor bufo
Orador baixo
Dois Sacerdotes tenor e baixo
Três Rapazes sopranino e alto
Três Damas soprano e alto


Sinopse
Há dois casais que se formam na ópera, Papageno-Papagena, simbolizando o lado comum da humanidade, e Tamino-Pamina, simbolizando o iniciado. O contexto é uma luta entre a Rainha da Noite, que ambiciona o poder, e Sarastro, o grande sacerdote que só pratica o bem. Para Sarastro trabalha, porém, o mouro Monostatos, que tenta seduzir Pamina e se alia à Rainha da Noite.

A obra começa com Tamino perdido na floresta, onde encontra Papageno, um homem alegre que aprecia os prazeres da vida e trabalha para a Rainha da Noite. Deste encontro Tamino fica sabendo que Pamina, filha da Rainha da Noite, foi sequestrada por Sarastro e, apaixonado pela sua beleza, decide resgatá-la.

Na seqüência, ambos passam por várias provas antes de poderem se encontrar. Papageno também passa por um tipo de prova antes de encontrar Papagena, e este contraponto cómico do homem comum que se comporta de modo diferente do príncipe diante das adversidades, é o lado cômico que faz esta ópera tão popular.

Esta obra está repleta de simbolismo maçônico. É possível encontrar muitas semelhanças com a Suíte Peer Gynt nº 1 de Edvard Grieg. No livro "A filha da noite", a escritora Marion Zimmer Bradley reconta em prosa esta história, em que os apaixonados lutam contra as forças do mal e a Rainha da Noite, Mãe de Pamina, para se purificarem e alcançarem a sabedoria juntos.

acto I
O príncipe Tamino entra num bosque para fugir da perseguição de uma serpente monstruosa. Cai de cansaço e é salvo por três damas da Rainha da Noite. As mulheres ficam maravilhadas com a sua beleza e correm a dar a novidade à sua senhora, a Rainha da Noite. Então,entra em cena Papageno, que se dedica a caçar pássaros para a rainha.Ele mente,dizendo que matou a serpente. As damas ao voltarem castigaram o mentiroso colocando na boca um espécie de cadeado.

As damas mostram um retrato da filha da Rainha da Noite. Tamino, ao vê-la, fica apaixonado. Depois da ária de Tamino onde ele diz que se apaixonou por Pamina,as 3 damas voltam apresentando-lhe a Rainha da Noite,que comovida pelas palavras de amor do príncipe, conta-lhe a história da sua filha: Ela foi sequestrada por Sarastro, rei e sacerdote de Isis, e se ele resgatá-la obterá a sua mão. Tamino aceita o desafio. Em troca as três damas dão-lhe, oferta da rainha, uma flauta mágica em ouro, que é capaz de mudar o estado de espírito dos seres vivos que a escutem, e a Papageno um carrilhão mágico por querer acompanhar o príncipe. Pamina está numa sala guardada por Monostatos, escravo mouro do palácio de Sarastro, que tenta seduzi-la. Nesse momento chega Papageno e ao vê-lo, o escravo sai a gritar com medo do seu aspecto.

O caçador de pássaros diz à jovem que a vem resgatar. Tamino e Papageno dirigem-se para um bosque sagrado, guiados pelos três gênios de que lhe falaram as três damas. Nele encontrarão três templos: O da Razão, o da Natureza e o da Sabedoria. Ao tentar entrar neles, o orador no templo da Sabedoria informa que Sarastro governa nos três. Tamino, preocupado com Pamina, tocará a flauta. O som atrai as feras do bosque, que ficam mansas, Pamina e Papageno. Monostatos, que os seguiu, decide capturá-los. Papageno tocará o carrilhão para poder escapar. Aparece Sarastro e Pamina diz-lhe que a sua tristeza se deve ao assédio de Monostatos, razão pela qual este será castigado por Sarastro. O rei pede que Tamino e o seu acompanhante sejam preparados para ser iniciados nos mistérios da sabedoria.

Acto II
Num bosque de palmeiras, Tamino e Papageno reúnem-se para serem iniciados pelos sacerdotes na presença do rei. Uma das provas a que ambos são submetidos, é a de guardar silêncio. Ao templo, pela noite, chegam as três damas e dizem-lhes na cara estar ali como acólitos, mas não recebem nenhuma resposta. Pamina está num jardim. Aparece a Rainha da Noite informando-a que o seu amado se aliou com o inimigo. A jovem apercebe-se que o verdadeiro coração da sua mãe, destila maldade e ódio. Esta dá um punhal à filha exigindo-lhe que mate Sarastro, sob pena de ser rechaçada para sempre por ela. Pamina fica horrorizada. Nesse momento aparece Monostatos que ouviu toda a conversa e tenta fazer chantagem. Não obstante, o diálogo também tinha sido escutado pelo rei, que manda prender o escravo e pede a Pamina, paciência e compreensão, tranquilizando-a. Tamino e Papageno entram no templo, calados. Aparecem os três génios, que lhes dão a flauta e o carrilhão e pedem-lhes que sigam em silêncio. Ao tocar a flauta aparece Pamina, que ao não obter nenhum tipo de resposta, se crê despachada e deixa-se dominar pela dor. Os sacerdotes conduzem os iniciados ao interior do templo onde ambos decidem seguir em frente com a sua iniciação. Papageno está no jardim. Aparece uma anciã que pede para casar-se com ele. Este, com medo de ficar só, aceita. Nesse momento a anciã transforma-se numa linda jovem: Papagena. Entretanto, o sacerdote do templo tira-lha, porque primeiro terá de merecê-la. Pamina está à beira da loucura e a ponto de se suicidar com o punhal que lhe deu a mãe. Os três gênios intervém e convencem-na a não o fazer e procurar o seu amado. Quando o encontra, ele está a preparar-se para as provas de fogo e água que terá de concluir. Pamina, loucamente enamorada, pede permissão para acompanhá-lo nas provas. Ambos conseguem e são admitidos no templo da Sabedoria. Papageno está desesperado, perdeu a sua amada e teme ficar sozinho. Quando está determinado a suicidar-se, aparecem os três génios e aconselham-no a usar o carrilhão. Ele fá-lo e surge Papagena. Ambos declaram o seu amor. A Rainha da Noite, que se juntou a Monostatos tentam dar o golpe definitivo contra os sacerdotes. Serão vencidos no último momento e lançados à noite eterna (Quinteto: Nur stille stille) O coro entoa louvores a Ísis e dando glória aos iniciados (Pamina e Tamino), também a Osíris. Um belo final. Demonstrando na história a beleza da fraternidade que todo Ser Humano deve demonstrar com os seus.

CRISE DA ECONOMIA AMERICANA

.
"Bem dizia Marx, que
o capitalismo entregue
a si pr´prio se devo-
raria
"

(MIGUEL SOUSA TAVARES)

CRISE DA ECONOMIA AMERICANA (Explicada da forma mais didática)

Paul comprou um apartamento, no começo dos anos 90, por 300.000 dólares financiado em 30 anos. Em 2006 o apartamento do Paul passou a valer 1,1 milhão de dólares. Aí, um banco perguntou pro Paul se ele não queria dinheiro emprestado, algo como 800.000 dólares, dando seu apartamento como garantia. Ele aceitou o empréstimo, fez uma nova hipoteca e pegou os 800.000 dólares.

Com os 800.000 dólares. Paul, vendo que imóveis não paravam de valorizar, comprou 3 casas em construção dando como entrada algo como 400.000 dólares. A diferença, 400.000 dólares que Paul recebeu do banco, ele se comprometeu: comprou carro novo (alemão) pra ele, deu um carro (japonês) para cada filho e com o resto do dinheiro comprou tv de plasma de 63 polegadas, 43 notebooks, 1634 cuecas. Tudo financiado, tudo a crédito. A esposa do Paul, sentindo-se rica, e deu muito uso ao cartão de crédito.

Em agosto de 2007 começaram a correr boatos que os preços dos imóveis estavam caindo. As casas que o Paul tinha dado entrada e estavam em construção caíram vertiginosamente de preço e não tinham mais liquidez...

O negócio era refinanciar a própria casa, usar o dinheiro para comprar outras casas e revender com lucro. Fácil....parecia fácil. Só que todo mundo teve a mesma idéia ao mesmo tempo. As taxas que o Paul pagava começaram a subir (as taxas eram pós fixadas) e o Paul percebeu que seu investimento em imóveis se transformara num desastre.

Milhões tiveram a mesma idéia do Paul. Tinha casa pra vender como nunca.

Paul foi agüentando as prestações da sua casa refinanciada, mais as das 3 casas que ele comprou, como milhões de compatriotas, para revender, mais as prestações dos carros, as dos vídeos, dos notebooks, da tv de plasma e do cartão de crédito.

Aí as casas que o Paul comprou para revender ficaram prontas e ele tinha que pagar uma grande parcela. Só que neste momento Paul achava que já teria revendido as 3 casas mas, ou não havia compradores ou os que havia só pagariam um preço muito menor que o Paul havia pago. Paul se danou. Começou a não pagar aos bancos as hipotecas da casa que ele morava e das 3 casas que ele havia comprado como investimento. Os bancos ficaram sem receber de milhões de especuladores iguais a Paul.

Paul optou pela sobrevivência da família e tentou renegociar com os bancos que não quiseram acordo. Paul entregou aos bancos as 3 casas que comprou como investimento perdendo tudo que tinha investido. Paul quebrou. Ele e sua família pararam de consumir...

Milhões de Pauls deixaram de pagar aos bancos os empréstimos que haviam feito baseado nos preços dos imóveis. Os bancos haviam transformado os empréstimos de milhões de Pauls em títulos negociáveis. Esses títulos passaram a ser negociados com valor de face. Com a inadimplência dos Pauls esses títulos começaram a valer pó.

Bilhões e bilhões em títulos passaram a nada valer e esses títulos estavam disseminados por todo o mercado, principalmente nos bancos americanos, mas também em bancos europeus e asiáticos.

Os imóveis eram as garantias dos empréstimos, mas esses empréstimos foram feitos baseados num preço de mercado desse imóvel... Preço que despencou. Um empréstimo foi feito baseado num imóvel avaliado em 500.000 dólares e de repente passou a valer 300.000 dólares e mesmo pelos 300.000 não havia compradores.

Os preços dos imóveis eram uma bolha, um ciclo que não se sustentava, como os esquemas de pirâmide, especulação pura. A inadimplência dos milhões de Pauls atingiu fortemente os bancos americanos que perderam centenas de bilhões de dólares. A farra do crédito fácil um dia acaba. Acabou.

Com a inadimplência dos milhões de Pauls, os bancos pararam de emprestar por medo de não receber. Os Pauls pararam de consumir porque não tinham crédito. Mesmo quem não devia dinheiro não conseguia crédito nos bancos e quem tinha crédito não queria dinheiro emprestado.

O medo de perder o emprego fez a economia travar. Recessão é sentimento, é medo. Mesmo quem pode, pára de consumir.

O FED começou a trabalhar de forma árdua, reduzindo fortemente as taxas de juros e as taxas de empréstimo interbancários. O FED também começou a injetar bilhões de dólares no mercado, provendo liquidez. O governo Bush lançou um plano de ajuda à economia sob forma de devolução de parte do imposto de renda pago, visando incrementar o consumo porém essas ações levam meses para surtir efeitos práticos.
A Admistração americana pôs o Estado a intervir na Economia, pecado mortal ma crença do livre mercado...

O FED trabalhava. O mercado ficava atento e as famílias esperançosas. Até que na semana passada o impensável aconteceu. O pior pesadelo para uma economia aconteceu: a crise bancária, correntistas correndo para sacar suas economias, boataria geral, pânico. Um dos grandes bancos da América, o Bear Stearns, amanheceu, na segunda feira última, quebrado, insolvente.

No domingo o FED, de forma inédita, fez um empréstimo ao Bear, apoiado pelo JP Morgan Chase, para que o banco não quebrasse. Depois disso o Bear foi vendido para o JP Morgan por 2 dólares por ação. Há um ano elas valiam 160 dólares. Durante esta semana dezenas de boatos voltaram a acontecer sobre quebra de bancos. A bola da vez seria o Lehman Brothers, um bancão. O mercado e as pessoas ficam sem saber o que nos espera na próxima semana.

O que começou com o Paul hoje afecta o mundo inteiro. A coisa pode estar apenas começando. Só o tempo dirá.

Então o Lehman Brothers pediu falencia, desempregando mais de 26 mil pessoas e provocando uma queda de mais de 500 (quinhentos ) pontos no Indice Dow Jones, que mede o valor ponderado das acoes das 30 maiores empresas negociadas na Bolsa de Valores de New York - a maior queda em um unico dia, desde a quebra de 1929 ...

Este dia, certamente, sera' lembrado para sempre na historia do capitalismo.

E os principios do laissez faire, da crença da mão invisivel do mercado foram para o espaço, e aí está o Estado a ter de socializar os prejuízos e a ter de intervir, ele, que no pensamento liberal, só devia ser polícia e não interventor...

segunda-feira, setembro 29, 2008

estórias do RC

.
Relembro hoje uma das muitas "estórias" que
são património do RC.
ESTÓRIAS DO RC
.. .


No RC, antigamente, e graças aos horários de turnos, viajava-se bastante.
Na época, havia muito maior possibilidade de "voar free", pois, quase todas as Companhias, para além dos ID normais ofereciam um número ilimitado de bilhetes, bastando meter o pedido, e, de fax-resposta na mão, tentar o embarque.
A South African Airways operava então um voo que fazia JNBLISROM, que, da escala de Lisboa ,partia para Roma às 05,50 da madrugada, chegando às 08,20. Era óptimo para usar nas folgas, sobretudo as de meio de semana, pois , permitia dois tipos de utilização. Ou se ia de manhã e regressava no mesmo dia no voo que saía de Roma às 8 e meia da noite ( 12 horas em Roma), ou se regressava no dia seguinte à mesma hora.
Numa dessas ocasiões, em que fomos a Roma especialmente para vêr "O último tango em Paris", que na altura era proibido em Portugal, não conseguimos lugar na Pensão Danúbio, o "poiso" mais frequente naquela cidade, do pessoal do RC. Depois de muito procurar alternativa, só conseguimos numa outra pensão, afastada do circuito normal.
No dia seguinte, quando me dirigia à recepção da Pensão, afim de tentar telefonar para casa, soou a campaínha da Porta de entrada. Como não vi ninguém no balcão, abri a porta, e, então, bem, então, depararam-se-me dois turistas com o ar mais cansado do mundo, que de malas na mão , procuravam vaga na Pensão. Eram o Bento e o Carlos Santos ,nossos colegas de Secção , ((hoje comissários de bordo), no seu primeiro dia de folga e a chegar a Roma. Entre milhares de pensões que a cidade tem....
-O que é que tu estás a fazer aqui?. berraram os 2 em uníssono!!!!

actualidade

.
"e então, morrer por
morrer que seja a
rir"
(vasco santana)



in Airplano

domingo, setembro 28, 2008

crónica da cimeira do BARREIRO

.
REALIZOU-SE NA PASSADA
5ª.FEIRA A CIMEIRA MENSAL
DA NOSSA COMUNIDADE
RC-REV-LISRY-BACKOFFICE

É claro que por enquanto só comparecem às Cimeiras , os que já não picam o ponto, pois estar presente, significa, estar pelo menos 5 horas em "sessão de trabalhos".

Quem está de folga, vem, é o caso do Pedro Guedes Vaz, que na quinta feira estava nessa condição, e veio.

Acorreram 30 dos nossos à Cimeira do Barreiro.
Tivémos 3 estreias:

O SOARES E A LENA EM ESTREIA ABSOLUTA NAS NOSSAS CIMEIRAS E NO CYBER ESPAÇO.APAREÇAM MAIS VEZES, PROMETEM?

A LENA POLICARPO e o ANTÒNIO JOSÈ SOARES

e o TRINDADE, que foi Chefe de Escala do Aeroporto de Lisboa.

o TRINDADE ,aqui em conversa com o NORBERTO


Quem assinou o livro das presenças:

Zé Carlos Carvalho,Vitor Candeias,Azevedo,Mendonça,Zé Herdeiro,Manuela Mascarenhas,Manuela Brito e Silva, Dina, Chico Dias, Cabral, Norberto, Olimpio, Luis Domingues, Trindade, José Manuel Guedes Vaz, Pedro Guedes Vaz, Lena Policarpo, António José Soares, Pacheco,Redondeiro,Guilhermina,Bernardes (carga)Canelas,António José Lopes,Natália,Irene,Zé Barbosa Dinis,Coelho de Almeida e Melo

A concentração foi na Estação de Sul e Sueste no Terreiro do Paço ,e os trabalhos preparatórios com as Comissões a novimentaram-se começáram logo na travessia.

À chegada ao Barreiro a Comissão de recepção liderada pelo Cabral, a levar muito a sério o cargo de Produtor e Realizador desta Cimeira do Barreiro, conduziu os congressistas ao local da "refrega", onde já aguardavam os companheiros da Margem Sul.
À CHEGADA O GRUPO VINDO DE LISBOA ,

Beijos e abraços, o "boneco" da praxe para a TRANCA, e a invasão da sala do


Terminal, que é o nome do Restaurante.


Entre o Polvo com broa e a Dourada, ponha X, pois houve empate técnico.
O pessoal gostou , o Cabral foi ovacionado desta vez, e esquecidos aquelos amuos quando ele no turno "QUATRO MEIA NOITE" não queria mandar os "PAIS"....

GUEDES VAZ,BERNARDES,PEREIRA DE SOUSA E BARBOSA DINIS

Como é hábito recordaram-se os companheiros dos tempos em que mandávamos voos à mão para o telex, do Potier a aparecer em dia de folga, de calções e raquete de ténis :"sorry, sorry, estava peocupado com o Bissau, como é que saíu, vou já embora",
do Ricardo Almeida a uivar em cima dos armários do "dead file":-"hoje é lua cheia,hoje é lua cheia"

AZEVEDO,CANELAS,MENDONÇA E CABRAL

Mas também já se fala dos nossos anteriores almoços, da Trafaria, de Paço de Arcos, já temos "história" para além da Tap.

UM TRAVELLING PELA SALA DA CIMEIRA

E como a história não vai parar , e o desejo de todos é que continuem a acontecer estes encontros, falou-se já da organização dos dois próximos.

O de Outubro vai ser organizado pelo Parente, e será em Paço de Arcos, no Forte da Associação dos Combatentes ,como o pelo "Tigre" coordenado há aproximadamente 1 ano.
Os detalhes serão aqui informados a seu tempo.

Falou-se também do almoço de Novembro, sugerido pelo Melo, que o está já esquematizar.
Adiou-nos que será a 27 de Novembro nas instalações do Sitava, na Praia do Malhão, entre Zambujeira do Mar e Vila Nova de Milfontes.

O Ponto de Encontro será Estação Fluvial de Belém que será local de partida e de chegada .

Lá há Parque de estacionamento automóvel não pago em frente à Estação


A Hora de partida será por volta das 10:30 e o transporte em autocarro fretado.


O percursosrá- Ponte 25 de Abril / A2 (até ao nó de Grândola Norte) / IC33 / IP 8 (até Sines) / S.Torpes / Porto Covo / Ribeira da Azenha / Brejo da Zimbreira

A distancia a percorrer: cerca de 170 Km com o Tempo provável de percurso: autocarro, 02:45; automóvel, 01:45

Local do Almoço: Restaurante do SITAVA Camping (junto à Praia do Malhão, Vila Nova de Milfontes)

Composição da refeição: aperitivo/entradas, sopa, prato base, sobremesa, vinho, água, café, digestivo o regresso a Lisboa será pelas 16:30 / 17:00

É claro que todo este esboço de plano carece de confirmação, e os preços estimados da parte do transporte e do restaurante serão publicitados quer na Tranca, quer em emails que o Melo oportunamente enviará.

O nosso artista Chico Dias, apresentou algumas caricaturas que tem vindo a fazer de companheiros, e que aqui mostro.

O CABRAL VISTO PELO CHICO DIAS



E de excelentes trabalhos a "pastel" que muito êxito tiveram entre nós.
O ÊXITO DOS QUADROS DO CHICO DIAS


Às tantas o Zé Carlos Carvalho, puxou duma esferográfica, e com a arte que se khe recinhece ,garatujou mesmo ali no papel que servia de toalha de mesa, a caricatura do Mendonça.


NUNCA O NOSSO ARTISTA ZÉ CARLOS TINHA SIDO APANHADO POR UMA CÂMERA A DESENHAR UMA CARICATURA.


...QUE FICOU ASSIM

No final, o Cabral fez a colecta com um profissionalismo evidente, e recebeu coradissimo, os aplausos pela organização.

O CABRAL RECOLHENDO O CACAU PRA PAGAR A DOLOROSA

al gayeda

-"VIM AO "QUEER LISBON 2008" ,FOI UM ESTOIRO, UMA AUTÊNTICA BOMBA

sábado, setembro 27, 2008

preliminares

.
Pinto da Costa tem uma crise cardíaca e morre!
Claro que ele aparece no Inferno, onde o Diabo o aguardava.
O diabo diz-lhe:
- Nem sei o que fazer contigo.
É evidente que estás na minha lista, porém não tenho mais lugares
livres!
Depois de reflectir por alguns minutos diz:
- Já sei o que vou fazer: tenho aqui três pessoas que não são tão
ruins como tu. Vou mandar uma delas para o Purgatório e tu deverás
ficar no lugar dela.
Até te vou fazer um favor: poderás escolher quem deves substituir!
Pinto da Costa acha até que a proposta não está tão ruim quanto esperava e
concorda.
O diabo abre a primeira porta.
Lá dentro está o seu amigo Reinaldo Teles numa piscina na qual ele nada sem parar, mas quando se aproxima da borda, a borda recua e
continua a nadar, nadar e nadar...
- Não, diz Pinto da Costa. Sinto que não vou me dar bem: sou bom corredor
mas mau nadador e acho que não conseguiria fazer isso o dia todo!
O Diabo o leva ao segundo compartimento.
O Baía está lá, com uma marreta enorme quebrando
pedaços de uma pedra gigante.
- Não, diz Pinto da Costa. Tenho um tremendo problema na coluna e seria uma
agonia perpétua se eu tivesse que quebrar pedras o tempo todo!
O Diabo abre a terceira porta.
Lá dentro está o L F Vieira deitado numa cama com pés e mãos
amarrados. Debruçada sobre ele, Carolina Salgado faz o que ela melhor
sabe fazer na vida: Sexo Oral!!!
Pinto da Costa olha para aquela cena incrível durante um momento e diz:
- OK, fico com esse castigo!
O Diabo sorri e diz:
- OK, CAROLINA, podes ir para o Purgatório!

diz lá: youtube

.

sexta-feira, setembro 26, 2008

a 26 de Setembro nasceu GEORGES GERSHWIN

.
George Gershwin


George Gershwin (nascido Jacob Gershowitz) - (Brooklyn, Nova Iorque, 26 de Setembro de 1898 — Hollywood, Califórnia, 11 de Julho de 1937) foi um compositor estadunidense. Ele escreveu a maioria de seus trabalhos vocais e teatrais em colaboração com seu irmão mais velho, o letrista Ira Gershwin. George Gershwin compôs tanto para a Broadway quanto para concertos clássicos. Ele também escreveu músicas populares de grande sucesso.

Muitas de suas composições tem sido usadas na televisão e em inúmeros filmes, além de tornar-se standards de jazz. A cantora Ella Fitzgerald gravou muitas das músicas de Gershwin em seu álbum de 1959, Ella Fitzgerald Sings the George and Ira Gershwin Songbook (com arranjos de Nelson Riddle). Incontáveis músicos e cantores gravaram músicas de autoria de Gershwin, incluindo Fred Astaire, Louis Armstrong, Al Jolson, Bobby Darin, Art Tatum, Bing Crosby, Janis Joplin, John Coltrane, Frank Sinatra, Billie Holiday, Sam Cooke, Miles Davis, Herbie Hancock, Madonna, Judy Garland, Julie Andrews, Barbra Streisand, Marni Nixon, Natalie Cole, Nina Simone, Maureen McGovern, John Fahey, The Residents, Sublime (banda), and Sting.

Biografia


Gershwin nasceucomo Jacob Gershowitz no Brooklyn, Nova Iorque de pais Russo-Judeus. Seu pai Morris (Moishe) Gershowitz, trocou o nome da família para Gershwin logo depois de imigrar para São_Petersburgo, Rússia. A mãe de Gershwin, Rosa Bruskin, também veio da Rússia; ela se casou com Gershowitz quatro anos depois.

George Gershwin foi o segundo de quatro filhos. A primeira vez que ele apresentou interesse pela música foi com 10 anos, quando ele escutou seu amigo de infância, Max Rosen, em um recital de violino. O som e a forma como seu amigo tocava o instrumento o capturou. Seus pais tinham comprado um piano para seu irmão mais velho Ira Gershwin, mas para surpresa deles e alívio de Ira, foi George quem começou a tocá-lo. Embora sua irmã mais nova Frances Gershwin ter sido a primeira da família a ganhar dinheiro com seu talento musical, ela se casou nova e veio a se tornar dona de casa além de mãe, desistindo de sua carreira de canto e dança - fixando-se na pintura, um hobby de George Gershwin.

Gershwin tentou vários professores de piano por dois anos, e então foi apresentado a Charles Hambitzer por Jack Miller, um pianista da Orquestra Sinfônica de Beethoven. Hambitzer atuou como um mentor de George até sua morte, em 1918. Hambitzer ensinou a Gershwin a técnica convencional de piano, introduzindo a ele a tradição da música clássica européia, encorajando-o a assitir concertos de orquestras. Em casa, George tentava reproduzir no piano a música que ouvia nos concertos. Ele mais tarde estudou com o compositor clássico Rubin Goldmark e o compositor e teorista Henry Cowell.


Com 15 anos de idade George saiu da escola e encontrou seu primeiro emprego como músico na Tin Pan Alley em Nova Iorque ganhando $15 por semana. Sua inovadora rag "Rialto Ripples", em 1917, foi um sucesso comercial, e em 1919 ele alcançou seu primeiro grande sucesso com a música "Swanee". Em 1916, ele começou a trabalhar para a Aeolian Company and Standard Music Rolls em Nova Iorque, gravando e arranjando rolos de piano. Ele produziu dúziasm se não centenasm de rolos sob seu nome. Usando pseudônimos atribuidos a ele como Fred Murtha e Bert Wynn. Ele gravou rolos de composições próprias para pianolas Duo-Art e Welte-Mignon. Assim como rolos de pianos, Gershwin fez uma breve incursão dentro do vaudeville, acompanhando Nora Bayes e Louise Dresser no piano.[1]

Em 1924, George e Ira colaboraram no musical de comédia, Lady Be Good que incluiu futuro standards do jazz como "Fascinating Rhythm" e "Lady Be Good".[2]

Seguido por "Oh, Kay!" (1926), [3] "Funny Face" em 1927, [4] "Strike Up the Band" (1927 e 1930) [5] , "Show Girl" (1929), [6] "Girl Crazy" (1930), [7] que introduziu o standard "I Got Rhythm", e "Of Thee I Sing" (1931), [8] o primeiro musical de comédia a ganhar um Prêmio Pulitzer.


Música Clássica, Ópera e Influências Européias

Noite dada por Éva Gauthier para o aniversário de Maurice Ravel (sentados ao piano). Em pé a extrema direita, George Gershwin.Em 1924, Gershwin compôs sua primeira grande obra, Rhapsody in Blue para orquestra e piano, que foi orquestrada po Ferde Grofé e estreada pela banda de Paul Whiteman em Nova Iorque. Provou ser sua obra mais popular.

Gershwin ficou em Paris por um período curto de tempo, onde ele estudou composição com Nadia Boulanger. Boulanger, junto com vários outros professores como Maurice Ravel, o rejeitaram, entretanto, receoso de seguir estudos rigorosos influenciaria em seu estilo influenciado de jazz.[9] Enquanto isso, ele escreveu An American in Paris. Este trabalho recebeu diversas críticas em sua primeira performance no Carnegie Hall em 13 de Dezembro de 1928, mas tornaria-se rapidamente parte do repertório de standards na Europa e nos Estados Unidos.[10] Conseqüentemente ele achou a cena musical em Paris arrogante, e voltou para a América.

Sua mais ambiciosa composição foi Porgy and Bess (1935). Chamada por Gershwin como uma "ópera folk", a peça estreada no teatro da Broadway é considerada como a mais importante ópera americana do século 20. Baseada no romance de Porgy de DuBose Heyward, se passando em um bairro negro em Charleston, Carolina do Sul, e com exceção de pequenas falas de alguns personagens, todos são negros. A música combina elementos da música popular, que foi fortemente influenciada pela música negra, técnicas achadas na ópera, assim como recitais e leitmotifs. Incluía também fugas e técnicas "avançadas" como politonalidade e tone row.

Hollywood e Morte Prematura

Busto por Alley in Kielce do compositor na Polônia.Gershwin recebu somente uma indicação ao Oscar, por "They Can't Take That Away From Me" escrita por seu irmão Ira para o filme de 1937 Shall We Dance.[11]

No começo de 1937, Gershwin começa a queixar-se de dores de cabeças cegantes e a recorrente impressão que ele estava cheirando a borracha queimada. Ele tinha desenvolvido um tipo de tumor no cérebro conhecido como Glioblastoma multiforme.[12] Em Junho, ele se apresentou em um concerto especial com a Orquestra Sinfônica de São Francisco sob a direção do maestro francês Pierre Monteux. Foi em Hollywood, enquanto trabalhava na partitura de The Goldwyn Follies, que ele teve um colapso em 11 de Julho de 1937, morrendo aos 38 anos de idade no Cedars of Lebanon Hospital de uma cirurgia para retirada do tumor. Coincidentemente, poucos meses depois, em 1937, seu ídolo Ravel também morreria de uma cirurgia no cérebro.

Gershwin teve um caso de 10 anos de duração com a compositora Kay Swift e freqüentemente consultava ela sobre suas músicas. Oh, Kay foi nomeada a ela.[13] Após a morte de Gershwin. Swift organizou algumas de suas músicas, transcreveu suas gravações, e colaborou com Ira em vários projetos.[14] Gershwin teve um caso também com a atriz Paulette Goddard.[15]

Composições
Orquestral
Rhapsody in Blue (para piano e orquestra, 1924)
Piano Concerto in F (1925)
An American in Paris (para orquestra, 1928)
Second Rhapsody, originalmente entitulada Rhapsody en Rivets (para piano e orquestra, 1931)
Cuban Overture, originalmente entitulada Rumba (1932)
Variations on "I Got Rhythm" (para piano e orquestra) (1934)
Catfish Row, suíte baseada na música de Porgy and Bess (1936)
Piano Solo
Prelúdios para Piano (1926)
George Gershwin's Songbook, arranjos de piano para 18 canções (1932)
Musicais da Broadway
George White's Scandals
Lady, Be Good (1924)
Tip-Toes (1925)
Song of the Flame (1925)
Tell Me More! (1925)
Oh, Kay! (1926)
Strike Up the Band (1927)
Funny Face (1927)
Rosalie (1928)
Show Girl (1929)
Girl Crazy (1930)
Of Thee I Sing (1931)
Pardon My English (1933)
Let 'Em Eat Cake(1933)
My One and Only (1983) (musical de 1983 usando músicas escritas por Gershwin)
Crazy for You, versão revisada de Girl of Crazy (1992), escrita e compilada sem a participação de George ou Ira Gershwin.
Ópera
Porgy and Bess (1935, esta foi, entretanto, primeiramente apresentada na Broadway do que em uma casa de ópera)

preliminares

.
Cinco cirurgiões discutiam sobre quais os melhores pacientes numa sala de operações

Dizia o primeiro:
- Gosto de operar contabilistas porque, quando os abres, todos os órgãos estão numerados e ordenados.
O segundo retorquiu:
- Sim, mas melhor são os electricistas porque todos os órgãos estão codificados por cores. Não há qualquer risco de engano.
Ao que respondeu o terceiro:
- Qual quê!!! Os melhores são os bibliotecários. Dentro deles tudo está ordenado alfabeticamente.
O quarto cirurgião opinou:
- Não há como os mecânicos. Eles até já transportam uma reserva dos órgãos que são necessários substituir.
Finalmente, disse o quinto:
- Deixem-me discordar de todos vocês, meus caros companheiros mas, em minha opinião, os melhores pacientes para operar são os políticos. Não têm coração, não têm estômago nem tomates. Além disso, pode-se-lhes trocar o cérebro com o cu que ninguém dá conta de nada...

quinta-feira, setembro 25, 2008

AVENIDA DE ROMA 1941-2006

.
A AVENIDA DE ROMA VISTA DA PORTA DO HOSPPITAL JÚLIO DE MATOS, EM 1941
DO MESMO ANGULO, DA PORTA DO JÚLIO DE MATOS, FOTO TIRADA EM 2006

Imagens enviadas pelo companheiro Jose Faustino

A CIMEIRA DE HOJE NO BARREIRO

.
Combinado é combinado, e as Cimeiras mensais continuam a realizar-se todas as ultimas quintas feiras de cada mês ,com a precisão de um relogio.

A de hoje teve lugar no Barreiro , com produção e realização do Cabral.

Pode-se dizer que foi um êxito e o polvo sucumbiu perante os predadores que vieram de Lisboa.

Estivémos 30 congressistas e houve 3 estreias absolutas.
O catamaran não foi ao fundo e a crónica com imagens e fotos surgirá aqui logo que aquelas sejam editadas.
(CLICAR PARA AUMENTAR)
ESTA FOTO É UM CHEIRINHO


Vão acessando...

a 25 de Setembro travou-se a BATALHA DE STAMFORD BRIDGE

.
Afinal, Stamford Bridge teve importancia e foi falado, mesmo antes de lá ter chegado o Mourinho.


Batalha de Stamford Bridge


A Batalha de Stamford Bridge, na Inglaterra, é considerada como o início da decadência dos Vikings na Grã-Bretanha. Teve lugar a 25 de Setembro de 1066, pouco depois do exército viking liderado por Haroldo Hardråde da Noruega ter invadido a Inglaterra e derrotado o exército dos nórdicos Edwin de Mércia e Morcar da Nortúmbria na Batalha de Fulford, duas milhas a sul de York

Prelúdio
No princípio de 1066, o rei de Inglaterra Eduardo o Confessor morreu sem descendência directa. O seu sucessor mais próximo era o primo de doze anos Edgar Atheling (neto de Edmundo II) que vivera a maior parte da sua vida no exílio na Hungria. Em vez dele, a assembleia do reino escolheu Haroldo II, Conde de Wessex e de East Anglia, um homem preparado para enfrentar a iminente invasão norueguesa.

A 25 de Setembro, Haroldo II derrotou o exército de Haroldo III da Noruega na batalha de Stamford Bridge. A ameaça parecia estar para trás, mas três dias depois, a 28 de Setembro de 1066, Guilherme da Normandia desembarcou no Sul de Inglaterra. O seu exército de cerca de 7000 homens chegou numa frota de 600 navios e não encontrou oposição. Com ele estavam muitos nobres normandos, flandrinos e bretões a quem haviam sido feitas promessas de títulos e terras em caso de vitória. Guilherme organizou uma acampamento fortificado perto de Hastings, protegido na retaguarda por uma floresta e tendo à sua frente uma vertente glaciar.

Ao saber da invasão normanda, Haroldo II inicia com os seus homens uma marcha forçada para Sul, durante a qual recrutou mais soldados. O exército inglês conseguiu o feito de cobrir uma distância de cerca de 400 km em menos de quinze dias. Os soldados eram principalmente veteranos da batalha de Stamford Bridge, armados com machados dinamarqueses e escudos caracterizados pelo seu enorme peso, e acabaram a marcha cansados.

preliminares

.
Uma loira boazona ia atirar-se da ponte 25 de Abril, quando aparece um marinheiro :-'Eh, pá, míuda, não faças isso!

-'Sim! Vou atirar-me! A minha vida é uma desgraça!'

'Não faças isso! Olha, o meu navio está de partida para o Brasil. Porque é que não vens comigo e pensas melhor durante a travessia?
Chegando lá, se ainda te quiseres matar, pelo menos ficaste a conhecer o Brasil.'

A loira achou a proposta razoável e seguiu com ele para o porão do navio, onde viajaria clandestinamente.

Durante duas semanas o marinheiro visitava a loira à noite, levava-lhe comida e água mas como paga exigia dar-lhe uma queca.

Todos os dias, comida, água e pimba.

Um dia, o comandante fez uma inspecção ao porão do navio e descobriu a loira.

Ela não teve outra alternativa senão contar-lhe a verdade:
-'Sabe, Sr. Comandante, eu estou aqui a viajar para o Brasil, porque um marinheiro salvou-me da morte.
Todas as noites ele traz comida e água e, como agradecimento, eu deixo-lhe dar-me uma queca. Fizemos este acordo até chegarmos ao Brasil.
Ainda falta muito para lá chegar?'

Não sei, menina. Mas enquanto eu for Comandante, este catamaran faz a travessia Barreiro - Terreiro do Paço e volta.'

HOJE, TODOS OS CAMINHOS VÃO DAR AO BARREIRO

.


É hoje que se realiza a nossa Cimeira de Setembro.
Desta vez é no Barreiro no Restaurante Terminal.
O catamaran que parte de Lisboa às 11,50 já está atracado ao cais da Estação do Sul e Sueste, e já começaram a chegar os Congressistas
O primeiro debate vai ser sobre o tema "Polvo ou robalo", deppois se verá

quarta-feira, setembro 24, 2008

OS QUE POR CÁ PASSARAM

.
OS QUE POR CÁ PASSARAM
.
COM A SAÍDA DA GRAÇA ESPANHA

É ESTA A LISTA ACTUALIZADA ,DE
TODOS OS QUE POR CÁ PASSARAM,IS-
TO É ,PELO RC E SEUS SUCEDÂNEOS:
REV, BACKOFFICE E IRREGULARIDADES.

ESTÁ NA CALHA O ABEL COTRIM, COM
DATA PREVISTA PARA JANEIRO 2009.


O NÚMERO É ELEVADO: 189

Abilio Azevedo,Adelaide, Allen, Ana Castelo, Alcides Caramelo, Adalberta, Albuquerque,Albuquerque (Vidrinhos) Alvaro Matos,Alpendre. Araújo (women entretainer) Ana Novais,Ana Franco, Antunes, Alcantara Melo, Alves dos Santos, Augusto , Amaro (carga) Amélia Pitta, Alvarez, Batista,Barbosa Dinis, Brito Dias, Bernardes (carga), Bento, ,Bispo, Botelho, Branco, Benzinho,Belo Torres, Bação, Breu, Barbosa, Cabral, Candeias,Canelas, Coelho de Almeida, Carlos Marques, Calado Lopes,Cascada, Conceição (Bé), Catarino. Carlos Correia, Carreiras,Coelho (Salaminas), Claudia Oliveira, Claudia Madeira, Camilo, . Carlos Pinto,Carlinhos (pintelhudo) Cabrita, Carlos Santos (toureiro) Carvalho (carga) , Campos,Ciriaco, Curado, Dina,Daniel Pereira (Dani) Domingues, Duarte, Domingos,Eduardo (Stand By) Estanislau, Elizabeth,Fátima Rosa, Fortunato de Almeida, Filipe, Falé, Fiúza, Ferreira, Ferrão, Faustino, Franquelin, Farinho, Fonseca, Gastão,GRAÇA ESPANHA Grade, Giovanni Fernandes,Ganhão, Garção, Guerra, Gentil Nunes, Guida, Guedes Vaz, Helder Silva, Henriques, Herberto Gomes, Herdeiro, Guilhermina, Helder Barreiros, Helena Eiseu, Horácio, Hélio,Henrique Santos, Irene,João Oliveira (anarca),Jose Carlos Carcalho, José Tavares Diniz, João Martins, João Pinto, Lopes, Luciano Carvalho e Silva, Loreto, Leandro,Leite da Silva, Lena Policarpo, Leal,Leal Marques,Lucilia Preto, Maia,Manuel ,Manuela Veiga,Maria de Deus, Mira Correia,Miranda, Mini Marques, Mário Oliveira, Marcelo,
Matias, Moura, Marcelino(Barreiro)Marcelino (Setubal) Mesquita, Maria João, Manuela Brito e Silva, Maria Ilidia, Mascarenhas,Matias, Mendonça, Nabais ,Natália,Norberto (Betinho) Nuno Barra, Olimpio,Pacheco, Patricio,Pegado, Peixoto, Parente,Paz, Paulino, Pitra,Pinto Gonçalves (Zé Sopapo) Pederneira, Pereira Martins, Pereira de Sousa, Potier, Portela, Paulo Borges,Pestana,Paulo Bandeira,,Ribeiro Fernandes,Ricardo Matos, Reis Santos, Regina, Raposo, Rochinha,Ricardo (Dosi),Raul Governo, Robalo,Redondeiro ,Rui Eugénio de Sousa,Rui Lourenço, Ramos, Rodrigues (Carga),Rodrigues (EQSB*), Rui Brito de Sousa,Sampaio,Silva (dos bigodes), Serrão, Sarmento,Sacramento, Silvério, Sacadura, Simas,Tiago,Silvia,Sousa,Santos Costa, Sandra, Soares, Teixeirinha,Teresa Allen, Teresa Fonseca,Viana, Vieira ,Vitor Dias , Vitor Guerra, Vasco Sá, Virgolino, Vitor Carvalho (Nhec-Nhec) Vitor Sequeira, Valter, Velha, Vantacich,Viegas, Zuzarte.


Destes já faleceram: (22)
Albuquerque (Vidrinhos),Alvaro Matos,Alvarez,Botelho,Carlos Marques,Duarte,
Filipe,Grade,Gentil Nunes,Mascarenhas,Nabais,Patricio Mendes, Vitor Sequeira,Zuzarte, ,Paz,Paulino,Pederneira,Rocha (Carga),Sacramento,Teixeirinha,Vasco Sá,Rui Eugénio de Sousa,Raul Governo

* - embrulha que são bombas

Destes compamheiros, 62 já participaram , pelo menos uma vez nos nosso almoços mensais, que têm tido um número a oscilar entre os 27 e os 42.:

sondagem da Universidade Católica

.
Assunto: Sondagem da Universidade Catolica sobre a emigração em Portugal

Resposta a um inquérito a 150.000 habitantes em Portugal:

PERGUNTA:
Você pensa que existem demasiados emigrantes em Portugal?

20% - Sim
13% - Não
67% - Oi?!

A 24 DE SETEMBRO DE 1946

.
A 24 DE SETEMBRO D 1946 EINSTEIN MANDOU UMA CARTA
AO PRESIDENTE DA CONGREGAÇÃO JUDAICA COMO RESPOSTA
A UM CONVITE PARA ESTAR PRESENTE NUMA CERIMÓNIA
JUDAICA NA SINAGOGA DE NOVA YORK




Para Einstein "o Homem é livre de fazer o que quer, mas não é livre de querer o que quer", o que significa que o Homem age sempre de forma compulsiva, sem uma verdadeira liberdade, todos os seus actos estão determinados pelas leis da natureza.


A seguinte carta breve de Einstein, escrita a 24 de Setembro de 1946 a Isaac Hirsch, o presidente da Congregação B'er Chaym, ilustra bem a relação de Einstein com a religião judaica e o seu sentido de humor típico:

Meu caro Sr. Hirsch,

muito obrigado pelo seu gentil convite. Apesar de eu ser uma espécie de Santo Judeu, tenho estado ausente da Sinagoga há tanto tempo, que receio que Deus não me iria reconhecer, e se me reconhecesse seria ainda pior.

Com os meus melhores cumprimentos e votos de bons feriados para si e para a sua congregação. Agradecendo mais uma vez,

PALPITES ÉPOCA 2008/2009

.
VAI INICIAR-SE NA
1ª.SEMANA DE OUTUBRO
O NOSSO PALPITES
DESTA ÉPOCA.


Vai ser mensal e por pontos perdidos como na ultima época, e com a falha no sentido de resultado (vitória-empate-derrota)a ser penalizado com 2 pontos.
Terá à mesma bonus de 1 ponto se acertar no resultado em golos

Exemplo:

..................benfica-sporting
concorrente põe........1-0
resultado final.........1-1

perde - 1 ponto pelo golo
........2 pontos por não ter acertado no empate
Se tivesse posto 1-1 , acertava e tinha um bónus de 1 ponto

SÃO ESTES OS JOGOS DA 1ª.SEMANA:

Leixões Benfica
Sporting Porto
Naval Belenenses
V.Guim Sp. Braga

NOS 9 CONCURSOS DA ÉPOCA PASSADA FORAM VENCEDORES:

SETEMBRO - LEONOR - GRP.DESK/SPORTING
.........e.LIGIA - CHEF.REV/BENFICA
OUTUBRO - NUNO MATOS - AMERICAS/BENFICA
NOVEMBRO - MENDONÇA - EX-RC/LISRY/SPORTING
DEZEMBRO - MENDONÇA - EX-RC/LISRY/SPORTING
JANEIRO - TIAGO - PRICING-EUROPA 2/BENFICA
FEVEREIRO -VITOR SANTOS - BACKOFFICE-SQQ/ATLETICO
MARÇO - TIAGO - PRICING-EUROPA 2/BENFICA
ABRIL - MENDONÇA - EX-RC/LISRY/SPORTING
MAIO - VALENTE - PORTUGAL-ESPANHA/SPORTING

O MENDONÇA FOI O QUE MAIS VITÓRIAS TEVE (3) VENCENDO NOVEMBRO,DEZEMBRO E ABRIL



Lembro o historial do que têm sido os concursos até agora:


A FILIPA CONTINUA A SER A QUE MAIS PÓDIOS CONSEGUIU
O NUNO MATOS E O MENDONÇA OS QUE MAIS VEZES VENCERAM - 3

SE ATRIBUIRMOS 3 PONTOS
AOS VENCEDORES
2 AOS 2º.classificados
e 1 ponto aos 3º.s
TERÍAMOS UMA COTAÇÃO
COMO ESTA:

A FILIPA AINDA CONTINUA A SER A QUE MELHORES RESULTADOS TEM OBTIDO NOS NOSSOS PALPITES


FILIPA .....14
Nuno Matos..11
Ligia.......10
Mendonça....10
João Roque...8
Carmen.......7
Leonor.......7
Vitor Santos.6
Azevedo......6
Peixoto......6
Tiago........6
Francisco....5
Miranda......5
Rita.........5
Nuno Paiva...5
Cotrim.......5
Herdeiro.....4
Valente......3
Teresa Pereira..3
Pedro Pereira...2
Leonor..........2
Susana Palha....2
Azevedo.........2
Mendonça........1
Fernando........1
Filomena........1


Os DOMESTICOS/PORTUGAL-ESPANHA com ...5 vitórias
As AMERICAS com .....4
BACKOFFICE-SQQ...... 3
GRP.DESK.............2
LISRD................1
EX-RC................3
PRICING/EUROPA 2.....2

Benfiquistas com 10 vitórias
Sportinguistas com 6
Atletico com 2
Portistas com 1

terça-feira, setembro 23, 2008

COISAS QUE NÃO SABEMOS OU NÃO LEMBRAMOS.

.
A LISTA DE COISAS QUE NÃO SABEMOS OU NÃO LEMBRAMOS.

Os Três Reis Magos:
O árabe Baltazar: trazia incenso, significando a divindade do Menino Jesus.
O indiano Belchior: trazia ouro, significando a sua realeza.
O etíope Gaspar: trazia mirra, significando a sua humanidade.

As Sete Maravilhas do Mundo Antigo:
1 - As Pirâmides do Egipto
2 - As Muralhas e os Jardins Suspensos da Babilónia
3 - O Mausoléu de Helicarnasso (ou o Túmulo de Máusolo em Éfeso)
4 - A Estátua de Zeus, de Fídias
5 - O Templo de Artemisa (ou Diana)
6 - O Colosso de Rodes
7 - O Farol de Alexandria.

As 7 Notas Musicais
A origem é uma homenagem a São João Baptista, com seu hino :
Ut queant laxis (dó) Para que possam
Re sonare fibris ressoar as
Mira gestorum maravilhas de teus feitos
Fa mulli tuorum com largos cantos
Sol ve polluit apaga os erros
La bii reatum dos lábios manchados
Sancti Ioannis Ó São João

Os Sete Pecados Capitais
Eles só foram enumerados no século VI, pelo papa São Gregório Magno (540-604), tomando como referência as cartas de São Paulo
Gula – Avareza – Soberba – Luxúria – Preguiça – Ira – Inveja
As Sete Virtudes
Para combater os pecados capitais
Temperança – Generosidade – Humildade – Castidade – Disciplina – Paciência – Caridade
Os Sete dias da Semana e os 'Sete Planetas'

Os dias, nos demais idiomas - com excessão da língua portuguesa - mantém os nomes dos sete corpos celestes conhecidos desde os babilónios:
Domingo dia do Sol
Segunda dia da Lua.
Terça dia de Marte
Quarta dia de Mercúrio
Quinta dia de Júpiter
Sexta dia de Vénus
Sábado dia de Saturno
As Sete Cores do Arco-Íris

Na mitologia grega, Íris era a mensageira da deusa Juno. Como descia do céu num facho de luz e vestia um xale de sete cores, deu origem à palavra arco-íris. A divindade deu origem também ao termo íris, do olho.
Vermelho – Laranja – Amarelo – Verde – Azul – Anil – Violeta
Os Doze Meses do Ano

Janeiro: Homenagem ao Deus Janus, protector dos lares
Fevereiro: Mês do festival de Februália (purificação dos pecados) em Roma;
Março: Em homenagem a Marte, Deus guerreiro;
Abril: Derivado do latim Aperire (o que abre). Possível referência à primavera no Hemisfério Norte;
Maio: Acredita-se que se origine de Maia, deusa do crescimento das plantas;
Junho: Mês que homenageia Juno, protetora das mulheres;
Julho: No primeiro calendário romano, de 10 meses, era chamado de quintilis (5º mês). Foi rebatizado por Júlio César;
Agosto: Inicialmente nomeado de sextilis (6º mês), mudou em homenagem a César Augusto;
Setembro: Era o sétimo mês. Vem do latim septem;
Outubro: Na contagem dos romanos, era o oitavo mês;
Novembro: Vem do latim novem (nove);
Dezembro: Era o décimo mês.
Os Doze Apóstolos

Simão Pedro – Tiago (o maior) – João – Filipe – Bartolomeu – Mateus – Tiago (o menor) – Simão - Judas Tadeu – Judas Iscariotes – André – Tomé
Após a traição de Judas Iscariotes, os outros onze apóstolos elegeram Matias para ocupar o seu lugar.

Os Quatro Elementos e os Signos
Terra Touro – Virgem – Capricórnio
Água Câncer – Escorpião – Peixes
Fogo Carneiro – Leão – Sagitário
Ar Gémeos – Balança – Aquário

As Musas da Mitologia Grega
a quem se atribuía a inspiração das ciências e das artes
1 – Urânia astronomia
2 – Tália comédia
3 – Calíope eloqüência e epopéia
4 – Polímnia retórica
5 – Euterpe música e poesia lírica
6 – Clio história
7 – Érato poesia de amor
8 – Terpsícore dança
9 – Melpômene tragédia

Os Sete Sábios da Grécia Antiga:
1 – Sólon, 2 – Pítaco, 3 – Quílon, 4 – Tales de Mileto, 5 – Cleóbulo, 6 – Bias, 7 – Períandro

Os Múltiplos de Dez
Os prefixos usados em Megabytes, Kilowatt, milímetro...
Yotta Y = 1024 = 1.000.000.000.000.000.000.000.000
Zetta Z = 1021 = 1.000.000.000.000.000.000.000
Exa E = 1018 = 1.000.000.000.000.000.000
Peta P = 1015 = 1.000.000.000.000.000
Tera T = 1012 = 1.000.000.000.000
Giga G = 109 = 1.000.000.000
Mega M = 106 = 1.000.000
Kilo k = 103 = 1.000
Hecto h = 102 = 100
Deca da = 101 = 10
Uni = 100 = 1
Deci d = 10-1 = 0,1
Centi c = 10-2 = 0,01
Mili m = 10-3 = 0,001
Micro µ = 10-6 = 0,000.0001
Nano n = 10-9 = 0,000.000.001
Pico p = 10-12 = 0,000.000.000.001
Femto f = 10-15 = 0,000.000.000.000.001
Atto a = 10-18 = 0,000.000.000.000.000.001
Zepto z = 10-21 = 0,000.000.000.000.000.000.001
Yocto y = 10-24 = 0,000.000.000.000.000.000.000.001
Exa deriva da palavra grega 'hexa' que significa 'seis'
Penta deriva da palavra grega 'pente' que significa 'cinco'
Tera do grego 'téras' que significa 'monstro'
Giga do grego 'gígas' que significa 'gigante'
Mega do grego 'mégas' que significa 'grande'
Hecto do grego 'hekatón' que significa 'cem'
Deca do grego 'déka' que significa 'dez'
Deci do latim 'decimu' que significa 'décimo'
Mili do latim 'millesimu' que significa 'milésimo'
Micro do grego 'mikrós' que significa 'pequeno'
Nano do grego 'nánnos' que significa 'anão'
Pico do italiano 'piccolo' que significa 'pequeno'
Femto do dinamarquês 'femten' que significa 'quinze'
Atto do dinamarquês 'atten' que significa 'dezoito'
zepto e zetta derivam do latim 'septem' que significa 'sete'
yocto e yotta derivam do latim 'octo' que significa 'oito'

Conversão entre unidades:
cavalo-vapor 1 cv = 735,5 Watts
horsepower 1 hp = 745,7 Watts
polegada 1 in (1??) = 2,54 cm
pé 1 ft (1?) = 30,48 cm
jarda 1 yd = 0,9144 m
angström 1 Å = 10-10 m
milha marítima =1852 m
milha terrestre 1mi = 1609 m
tonelada 1 t = 1000 kg
libra 1 lb = 0,4536 kg
hectare 1 ha = 10.000 m2
metro cúbico 1 m3 = 1000 l
minuto 1 min = 60 s
hora 1 h = 60 min = 3600 s
grau Celsius 0 ºC = 32 ºF = 273 K (Kelvin)
grau fahrenheit =32 + 1,8 x ºC

Os Dez Números Arábicos
Os símbolos tem a ver com os ângulos:
o 0 não tem ângulos
o número 1 tem 1 ângulo
o número 2 tem 2 ângulos
o número 3 tem 3 ângulos
etc...

As Datas de Casamento:
1 ano Bodas de Algodão
2 anos Bodas de Papel
3 anos Bodas de Trigo ou Couro
4 anos Bodas de Flores e Frutas ou Cera
5 anos Bodas de Madeira ou Ferro
10 anos Bodas de Estanho ou Zinco
15 anos Bodas de Cristal
20 anos Bodas de Porcelana
25 anos Bodas de Prata
30 anos Bodas de Pérola
35 anos Bodas de Coral
40 anos Bodas de Rubi ou Esmeralda
45 anos Bodas de Platina ou Safira
50 anos Bodas de Ouro
55 anos Bodas de Ametista
60 anos Bodas de Diamante ou Jade
65 anos Bodas de Ferro ou Safira
70 anos Bodas de Vinho
75 anos Bodas de Brilhante ou Alabastre
80 anos Bodas de Nogueira ou Carvalho

Os Sete Anões:
Dunga – Zangado – Atchin – Soneca – Mestre – Dengoso – Feliz

Você Sabia?
1 Durante a Guerra de Secessão, quando as tropas voltavam para o quartel após uma batalha sem nenhuma baixa, escreviam numa placa imensa: 'O Killed' (zero mortos). Daí surgiu a expressão ' O.K.' para indicar que tudo está bem.
2 Nos conventos, durante a leitura das Escrituras Sagradas, ao referirem-se a São José, diziam sempre ' Pater Putativus', (ou seja: 'Pai Suposto') abreviando em P.P. Assim surgiu o hábito, nos países de colonização espanhola, de chamar os ' José' de 'Pepe'.
3 Cada rei no baralho representa um grande Rei/Imperador da história: Espadas: Rei David (Israel) –Paus: Alexandre Magno (Grécia/Macedónia) – Copas: Carlos Magno (França) – Ouros: Júlio César (Roma)
4 No Novo Testamento, no livro de São Mateus, está escrito ' é mais fácil um camelo passar pelo buraco de uma agulha que um rico entrar no Reino dos Céus '. O problema é que São Jerónimo, o tradutor do texto, interpretou a palavra ' kamelos' como camelo, quando na verdade, em grego, 'kamelos' são as cordas grossas com que se amarram os barcos. A ideia da frase permanece a mesma, mas qual parece mais coerente?
5 Quando os conquistadores ingleses chegaram a Austrália, assustaram-se ao ver uns estranhos animais que davam saltos incríveis. Imediatamente chamaram um nativo (os aborígenes australianos eram extremamente pacíficos) e perguntaram qual o nome do bicho. O índio repetia ' Kan Ghu Ru', e portanto adaptaram-no ao inglês, 'kangaroo' (canguru ). Depois, os linguistas determinaram o significado, que era muito claro: os indígenas queriam dizer: 'Não te entendo'.
6 A parte do México conhecida como Yucatán vem da época da conquista, quando um espanhol perguntou a um indígena como eles chamavam esse lugar e o índio respondeu ' Yucatán'. Mas o espanhol não sabia que ele estava informando 'Não sou daqui'.
7 Existe uma rua no Rio de Janeiro, no bairro de São Cristóvão, chamada 'PEDRO IVO'. Quando um grupo de estudantes foi tentar descobrir quem foi esse tal de Pedro Ivo, descobriram que na verdade a rua homenageava D. Pedro I, que quando foi Rei de Portugal, foi aclamado como 'Pedro IV' (quarto). Pois bem, algum dos funcionários da Prefeitura, ao pensar que o nome da rua fora grafado errado, colocou um 'O' no final do nome. O erro permanece até hoje. Acredite se quiser...
8 Que Caramelo é o nome dum antigo colega do Controle de Reservas.
9 Que "Arrebenta pianáres" era o apelido do antigo chefe do RC - António Patricio Mendes
10 Que o mais antigo do actial REV é o Abel Cotrim

preliminares

.
Um casal viajava de carro numa estrada do interior há vários quilómetros,
sem dizerem uma palavra.
Uma discussão anterior levou-os a um impasse e nenhum deles queria dar o braço a torcer.
Quando passaram por um grupo de mulas, cabras e porcos,
o marido perguntou sarcásticamente,
'Parentes teus?'
'Sim', disse a mulher 'São os meus sogros e os meus cunhados'.

A 23 DE SETEMBRO DE 1919 NASCEU O BELENENSES

.
O BELENENSES NASCEU EM
23 DE SETEMBRO DE 1919.


O seu melhor jogador de sempre foi sem dúvida MATATEU, que foi na sua época o que EUSÉBIO, FIGO e agora CRISTIANO RoNALDO , foram e são hoje


Sebastião Lucas da Fonseca (nascido a 26 de Julho, 1927 em Lourenço Marques, agora Maputo, Moçambique – morreu no dia 27 de Janeiro de 2000 no Canadá), conhecido como Matateu foi o primeiro grande jogador português nascido em Moçambique, antes da chegada de Eusébio. Como Eusébio, Matateu foi um jogador de topo quer para o Belenenses quer para a Selecção Portuguesa de Futebol. Em questões de longevidade ele pode ser considerado o Stanley Matthews português devido a ter jogado até aos 50 anos.

Carreira
Começou a sua carreira em Moçambique, onde jogou em equipas locais como o 1 º de Maio. Foi descoberto por um antigo jogador do Belenenses, e assinou em 1951.

Jogou pelo Belenenses, a terceira maior equipa de Lisboa, depois do Benfica e Sporting, ente 1951/52 e 1963/64, sendo por 2 vezes considerado o melhor jogador a actuar em Portugal.[carece de fontes?]

O seu último jogo por Portugal foi no Euro 1960, nos quartos de final com a Jugoslávia, tinha então 32 anos. Deixou o Belenenses numa má altura da sua carreira, e assinou pelo Atlético Clube de Portugal, então uma equipa da II Divisão, em Dezembro de 1964. Foi graças a ele que na época seguinte o Atlético voltaria para a I Divisão. Em 1967/68 partiu para Gouveia, e em 1968/69 para o Amora quando já tinha 41 anos.

Com o Amora ele foi Campeão Distrital e ajudou a equipa a chegar a III Divisão. Na época de 1970/71 mudou-se para o Canada onde jogou até 1977/78, quando fez 50 anos. Continua a ser o melhor jogador a ter representando quer o seu Belenenses quer a Selecção Portuguesa de Futebol. Nunca chegou a jogar com o seu compatriota Eusébio, que só se estreou um ano após o último jogo de Matateu.

Matateu foi talvez o melhor ponta-de-lança (no conceito restrito da função) português de sempre, o que é um orgulho para todos os adeptos do Belenenses.

Belenenses
Matateu, apesar da época em que jogou, alcançou largo reconhecimento internacional, tendo a sua morte, ocorrida em 27 de Janeiro de 2000, sido noticiada pela CNN. Com efeito, Matateu foi várias vezes aclamado e levado em ombros no final de jogos internacionais, tanto pelo seu clube, como pela selecção nacional (que, apesar das inúmeras lesões sofridas, e de só ter chegado ao Belenenses com 24 anos, e num tempo em que havia muito menos jogos que hoje, representou por 27 vezes, apontando 13 golos), em países como a Alemanha, a França ou o Brasil. Em 1955, quando o Belenenses jogou em Paris, para a Taça Latina, com o Real Madrid e o Milão, a sua estrela brilhou intensamente, ofuscando por completo o famosíssimo Di Stefano, como mais tarde o faria com Kopa. Após um jogo com a Inglaterra, os jornais britânicos, rendidos, afirmaram não haver na Inglaterra e talvez na Europa um jogador com a sua classe.

Nascido em 1927, Matateu veio de Moçambique para o Belenenses em Setembro de 51. A sua estreia em jogos oficiais deu-se, curiosamente, no dia em que o Belenenses celebrava 37 anos de vida, 23 de Setembro de 1951. Na 1ª jornada do Campeonato, o Belenenses recebeu, nas Salésias, o Sporting, que vivia o seu período de ouro, com os famosos cinco violinos, sendo tetracampeão nacional. Por sua vez, tendo terminado a sua carreira quase todos os Campeões de 1946, o Belenenses tinha, no Campeonato anterior, em plena renovação, estado muito aquém do que lhe era normal. Em jogo empolgante, o Belenenses venceu o Sporting por 4-3, com 2 golos a serem marcados por Matateu. No fim, os adeptos azuis, entusiasmados, invadiram o terreno e carregaram-no em ombros, afirmando-se então que tinha sido a 1ª vez em Portugal que brancos tinham aclamado e levado em triunfo um homem preto. A partir daí, o sucesso de Matateu foi crescendo. Nos anos 50 e princípio da década de 60, era o jogador mais famoso de Portugal, aquele que normalmente os miúdos queriam ser nos seus jogos de rua, e o seu nome era dado a tudo quanto era criatura ou local.

Apesar da idade tardia com que veio de Moçambique, das inúmeras lesões sofridas (fruto das marcações implacáveis de que era alvo, mesmo, por exemplo, por defesas do Real Madrid) e de nem sequer ser o jogador mais avançado no terreno (fazia, aliás, inúmeras assistências), Matateu, na sua carreira em Portugal marcou 217 golos. Foi o melhor marcador do Campeonato Português em 1952/53 e 1954/55, o 2º melhor em 1955/56, e o 3º melhor em 1956/57 (apesar de prolongada lesão), 1957/58 e 1958/59.

A Matateu faltou a conquista dum campeonato Nacional, que deveria ter sido o de 1955, perdido pelo Belenenses a 4 minutos do fim, para o Benfica, ao sofrer um golo (empate 2-2) no derradeiro jogo com o Sporting. Nesse desafio, Matateu apontou 4 golos, mas o árbitro apenas validou dois. Um dos golos não considerados, por o árbitro considerar que não tinha transposto o risco de baliza, foi expressamente reconhecido pelo guarda-redes do Sporting, Carlos Gomes (outra lenda do futebol português) como tendo estado, no mínimo, 20 cm para além do risco de baliza, devendo, portanto, ter sido o golo assinalado. Em 58/59, o Belenenses também esteve perto do título, em compita com o F.C.Porto e o Benfica. Na altura, ficou famoso um jogo entre o Belenenses e o Benfica, no Restelo, completamente esgotado de público. Aos 90 minutos, com 0-0, Matateu apontou um canto directo, e a bola entrou na baliza mas o árbitro alegou (contra todas as leis físicas...) que a bola fizera uma curva e tinha saído de campo antes de entrar na baliza...O golo foi anulado e tal representou um duro golpe para os jogadores belenenses. Assim, as maiores conquistas de Matateu foram a Taça de Portugal de 1960 (vitória sobre o Sporting em 3 de Julho, por 2-1, com Matateu a marcar o golo da vitória) e as Taças de Honra de 59 e 60. Nesta última, Matateu e Yaúca desbarataram completamente a defesa do Benfica (que 8 meses depois foi Campeão Europeu) inflingindo o Belenenses uma pesada derrota por 5-0 ao seu rival.

Por várias vezes, de resto, Matateu penalizou o Benfica. No mesmo ano de 1960, o Benfica, já campeão, recebeu o Belenenses na última jornada. Os encarnados proclamavam-se antecipadamente (e tinham feito faixas com os dizeres) campeões invictos. O Belenenses não esteve pelos ajustes e foi à Luz vencer por 2-1, com golos de Matateu e Tonho. Outra ocasião, um guarda-redes benfiquista disse que não conhecia Matateu, e que nunca tinha sofrido nenhum golo dele. Logo no primeiro minuto, Matateu colheu a bola, foi passando por tudo quanto era adversário e marcou golo. Recolhendo a bola, disse ao guarda-redes encarnado "agora já sabes quem eu sou...". Existem muitas outras histórias extraordinárias de Matateu...

A partir de 61, já com 34 anos, as coisas passaram a ser difíceis para Matateu. Ainda assim ao serviço do Belenenses, esteve no 1º jogo que um clube português realizou para a Taça UEFA. O Belenenes empatou 3-3 na Escócia, com o Hibernian, maravilhando os escoceses. Entetanto, as lesões passaram a ser mais frequentes, bem como os conflitos com um treinador. Já não podendo ser titular no Belenenses, de que saiu aos 37 anos, jogou ainda no Atlético, no Amora e no Desportivo de Gouveia e, por fim, no Canadá, onde se radicou, e onde aos 60 anos (!!!) ainda era o terror dos adversários pela potência do remate. Voltou a Portugal, para receber a justíssima homenagem do Belenenses, em 1987 e 1994.

Poetas e poemas

.
Márcio Catunda


poema de Márcio Catunda

Nós


Eu e a humanidade nos estamos confundindo.
Forjamos um pacto de pecado e culpa,
de dizer e fazer,
mas humanidade em mim repele à semelhante
que está fora de mim.
A humanidade assiste ao espetáculo das minhas limitações,
uma comédia em que sou o bufão.
Ela se diverte com o meu aborrecimento.
E eu vivo com ela num habitat desproporcional.
Sou o histrião da disjuntiva,
protagonista do teatro de vexame.
Irreconciliáveis, só de vez em quando
Deus mostra coerência na irmandade ambígua.
Só de vez em quando se reflete a integração.
Aparte isso, somos ferocidades enjauladas.
E só de vez em quando Deus faz o prodígio.
De resto, sou canastrão sem honradez desesperada.
E ela diva pulcra dos lupanares.
Suportaríamos se a experiência fosse mais freqüente?


1. Nome: Márcio Catunda Ferreira Gomes. Nascimento: 22.05.1957 em Fortaleza - Ceará.

2. Formação: Faculdade de Direito – Universidade Federal do Ceará, 1979. Instituto Rio-Branco – Brasília, 1985. Ingressou na Carreira Diplomática em 1985. Faculdade de Letras - CEUB – Brasília, 1989.

De 1991 a 1994 residiu e trabalhou em Lima - Peru, como secretário da carreira diplomática, na Embaixada do Brasil sediada naquele país. De 1994 a 1997 desempenhou a função de Cônsul-Adjunto no Consulado-Geral do Brasil em Genebra - Suíça. Excerceu, de 1998 a 2000, a função de Conselheiro na Embaixada em Sófia - Bulgária. Atualmente está lotado na Embaixada do Brasil em São Domingos – República Dominicana, como Conselheiro da carreira diplomática.

3. Bibliografia:
Poemas de Hoje, 1976 (com Natalício Barroso Filho). Fortaleza – Ce; Incendiário de Mitos, poesia. 1980. Fortaleza – Ce; Navio Espacial, poesia. 1981. Fortaleza – Ce; Estórias do Destino e a Pérfida Perfeição, contos e poesia. 1982. Fortaleza – Ce; O Evangelho da Iluminação, poesia. 1983. Fortaleza – Ce; A Quintessência do Enigma, poesia. 1986. Brasília – DF; Purificações, poesia, 1987. Rio de Janeiro – RJ; O Encantador de Estrelas, poesia, 1990. Brasília –DF; Sortilégio Marítimo, poesia, 1991. São Paulo - S.P.; Los Pilares del Esplendor, poesia. 1992. Lima – Peru; Llave Maestra, poesia. 1994, Lima - Peru (com três poetas peruanos); A Essência da Espiritualidade, ensaios, 1994. Lima - Peru.; Poèmes Ecologiques, poesia, 1996. Bellegarde – França.; Ânima Lírica, CD de poemas musicados 1997. Genebra – Suíça; Anthologie Sonore, CD de poemas recitados em três idiomas, 1997, Genebra. - Suíça; Mário Gomes, Poeta, Santo e Bandido, biografia. 1997. São Paulo - SP.; Rosas de Fogo, poesia. 1998. Rio de Janeiro – RJ; Água Lustral, poesia.1998 - Rio de Janeiro RJ; Estância Cearense., Antologia Poetica. 1999. Fortaleza - Ce.; À Sombra das Horas, Antologia. (poemas traduzidos em búlgaro). 1999. Sófia - Bulgária.; Na Trilha dos Eleitos , ensaios. 1999. Rio de Janeiro -RJ.; No Chão do Destino, poesia. 1999 - Vitória - E.S.; Crescente, poemas musicados, 1999 Sofia Bulgaria; London Gardens and other journeys, poesia, 2000, Sofia -Bulgária.; Verbo Imaginário, Antologia (CD com poemas lidos pelo autor). 2000. Sofia – Bulgária; Noites Claras, poemas musicados em CD. 2001 - Sofia – Bulgaria; Mística Beleza, poemas musicados em CD – 2003 – Brasília DF; Rios – Antologia de poemas de quatro autores, (participa juntamente com os poetas cariocas Thereza Christina Motta, Elaine Pauvolid, Tanussi Cardoso e Ricardo Alfaya. Rio de Janeiro, 2003

4. Movimentos Culturais de que participou:

Presidente do Clube dos Poetas Cearenses em Fortaleza, 1975.

Fundador do Grupo Siriará em Fortaleza, 1985.

Residiu no Rio de Janeiro em 1982, havendo frequentado o círculo de reuniões denominado “Sabadoyle”, onde conviveu com Carlos Drummond de Andrade e outros famosos escritores residentes naquela cidade. Em 1983, em Fortaleza, organizou, com outros poetas, o evento denominado "Chuva de Poesia" que se constituiu no lançamento de helicóptero, na Praça do Ferreira (centro de Fortaleza), de 160.000 folhetos com poemas de mais de oitenta poetas cearenses.

Em 1984 ingressou na Associação Nacional de Escritores, de Brasília, passando a estabelecer intercâmbio com escritores de todas as regiões brasileiras. Em 1992 fundou em Lima, Peru, com os poetas peruanos Eduardo Rada, Regina Flores e Eli Martin, o grupo REME, que organizou recitais e publicou livros no período de 1992 a 1994. No período de 1996-1997 participou, em Genebra, Suíça, da Associação de Escritores Genebrinos.

5. Colaboração em Revistas e Jornais:

Publicou poemas, ensaios e contos em revistas e jornais de diversos Estados brasileiros, entre os quais a “Revista da Academia Cearense de Letras”, as revistas “Literatura”, de Brasília, e Literapia, de Fortaleza, bem como os jornais "O Povo", "Diário do Nordeste" e "Tribuna do Ceará", de Fortaleza e "Correio Braziliense" e "Jornal de Brasília", da Capital brasileira, no "Jornal do Comércio", do Rio de Janeiro, no "Suplemento de Minas Gerais", no jornal da Associação Nacional dos Escritores e, além de outras publicações independentes ou alternativas, inclusive eletrônicos, com cujos editores mantém ativo intercâmbio.

segunda-feira, setembro 22, 2008

ALMOÇO DE 25 DE SETEMBRO - É NA QUINTA FEIRA

O ALMOÇO DESTE MÊS DE SETEMBRO VAI TER LUGAR, JÁ NA PRÓXIMA QUINTA FEIRA, E DESTA VEZ É NO BARREIRO, ONDE O CABRAL PROMETE UMA GRANDE PRODUÇÃO.

Vai ser no Restaurante Terminal, e o Cabral vai estar À espera na Estação Fluvial do Barreiro.

Há 3 catamarans que dão para quem vai de Lisboa.
Às 11,20, 11,50 e 12,20.

O melhor é ir no das 11,50, vão um bocadinho antes.

A grande disputa vai ser entre o polvo e a dourada.


Aposto que vai ganhar o polvo.

amanhã, 23 de Setembro, entramos na era de BALANÇA

.


Balança é o sétimo signo astrológico do zodíaco, situado entre Virgem e Escorpião e associado à constelação de Libra. Seu símbolo é uma balança. Forma com Gêmeos e Aquário a triplicidade dos signos do Ar. É também um dos quatro signos cardinais, juntamente com Áries, Câncer e Capricórnio. Com pequenas variações nas datas dependendo do ano, os librianos são as pessoas nascidas entre 23 de setembro e 22 de outubro.

Mitologia
Libra ou BALANÇA é representado pelo mito de Astréia, filha de Zeus e Têmis, que instruía os humanos sobre a justiça. Ao decepcionar-se com a crescente iniquidade dos homens, a deusa resolve abandonar a Terra. Esta constelação aparece com o equinócio de primavera, quando o dia e a noite têm a mesma duração, representando o equilíbrio entre ambos.

Na mitologia Grega, Libra está relacionado com três deuses: Athena, Apolo e Afrodite, sendo que possui diversas características destes três deuses. Athena é a deusa da inteligência, que ensinou aos homens diversas artes: caçar, colher, fazerem tarefas domésticas, e forneceu-lhes alguns instrumentos, como armas. Porém, os humanos descobriram a maldade, e Athena arrependeu-se de os ter ajudado, pois queria um mundo perfeito. Assim, abandonou os homens e partiu para a guerra, a favor da justiça. Apolo é o deus da arte, da leitura, de tudo que é belo e harmonioso. É o sol, a luz, mas como toda luz, também produzia sombras, e tinha um lado sombrio. É o deus da medicina, mas que nunca teve sorte no amor, apesar da beleza. Teve quatro romances, mas acabou sozinho. Apolo possui a maioria das suas características (justiça, beleza, harmonia) relacionadas com o signo de libra, incluindo as relações sociais e o talento artístico. Afrodite é a deusa grega do amor, que possui alguns traços de libra, mas também é relacionada a touro. Corresponde ao planeta Vênus, que rege Libra e Touro. É uma deusa sedutora, bela e um tanto ambiciosa, características de Libra.

Perfil Astrológico
Para este signo, tudo devia ser perfeito, simétrico e harmonioso. Ele acredita na justiça e na igualdade. Estão quase sempre alegres e com excelentes relações sociais, mas existem períodos do ano em que as "balanças" se desequilibram - aí precisam de um lugar calmo para refletir

quem são nos nossos balaças:

VEJAMOS QUEM SÃO OS NOSSOS BALANÇAS:

BALANÇA
.
Antónia. AFRICAS
Teresa Pereira PORTUGAL-ESPANHA
Susana Palha EUROPA 1

José Carlos Carvalho
Mário Filipe
António Fiuza

BALANÇAS FAMOSOS


Allan Kardec (Hippolyte Léon Denizard Rivail), Codificador do Espiritismo;
Avril Lavigne, cantora;
Brigitte Bardot, ex-atriz;
Chacrinha, apresentador de televisão e de radio;
Cláudia Abreu, atriz;
D. Pedro I, primeiro imperador do Brasil;
Fernanda Montenegro (Arlette Pinheiro Monteiro Torres), atriz;
Fernando Sabino, escritor;
Friedrich Nietzsche;
Glória Menezes (Nilcedes Soares Magalhães), atriz;
Graham Greene, jornalista e escritor;
Hilary Duff, cantora e atriz;
Jacques Tati, cineasta;
Jimmy Carter (James Earl Carter), ex-presidente dos Estados Unidos(Partido Democrata);
John Lennon, músico, ex-líder dos Beatles;
José Mayer, ator;
Juan Domingo Perón, ex-presidente da Argentina(Partido Justicialista);
Julio Iglesias, cantor;
Kate Winslet;Atriz
Marcos Frota, ator;
Miguel de Cervantes, escritor;
Miguel de Unamuno, filósofo e escritor;
Olivia Newton-John, cantora e atriz;
Paulo Roberto Falcão, ex-jogador de futebol;
Papa Paulo VI (Giovanni Battista Enrico Antonio Maria Montini 1963-1978);
Papa João Paulo I (Albino Luciani 1978-1978);
Prudente de Morais, ex-presidente do Brasil;
Raimundo Fagner, músico;
Ray Charles, músico;
Susan Sarandon, atriz americana vencedora de um oscar;
Tarcísio Meira, ator;
Thaeme Mariôto, cantora;
Tim Maia, cantor;
Ulysses Guimarães, ex-deputado federal(PMDB);
Wando, cantor
Valéria Valenssa, ex-mulata Globeleza;
Vinicius de Moraes, poeta e diplomata;

UFF


CLICA NA IMAGEM

domingo, setembro 21, 2008

preliminares

.
Um casal de Boliqueime foi de férias para o Amazonas.
Estão no hotel e, para passar o tempo, resolvem alugar uma lancha e vão navegar para o rio... Acontece que a embarcação bate num tronco, faz um rombo, e começa a meter água e a afundar-se. Os crocodilos que se encontravam na margem, ao verem aquilo atiram-se imediatamente à agua... Ela, ao ver aquilo, exclama para o marido: "Oh Bernardo... Eu acho o máximo o Amazonas!... Já viu???... Para além do hotel ser super estupendo e a lancha ser, imensamente, benzoca... Os salva-vidas... São da "Lacoste"! "

quinta-feira, setembro 18, 2008

VERDADE CRUA

queres votar nas eleições dos states?

,
SE EM VEZ DOS AMERICANOS
FOSSEM ELEITORES DO RESTO
DO MUNDO A VOTAR, QUAL
SERIA O RESULTADO?



ACESSA ESTE SITE...

http://www.iftheworldcouldvote.com

E VOTA, DEPOIS VÊ O RESULTADO.

quarta-feira, setembro 17, 2008

ALMOÇO DE 25 DE SETEMBRO

.
COMO JÁ AQUI INFORMEI O ALMOÇO
DESTE MÊS DE SETEMBRO VAI TER
LUGAR NO BARREIRO



A produção desta vez está a cargo do Cabral que acaba de me pedir para actualizar a informação.

O restaurante é o TERMINAL e fica a cerca de 200 metros do cais fluvial.
Para quem vai de Lisboa , a partir da Estação Fluvial do Terreiro do Paço, há carreiras de catamarins às 11,20, 11,50 e 12,20.

Seria bom marcarmos reunirmos na Estação de molde a embarcar no das 11,50.
À chegada estará o Cabral ou o Pacheco que nos levarão até ao restaurante.

O Cabral pede ainda, que o contactem para os telélés 963079954 ou 918233822 a confirmar, e a acertar detalhes do menú. .

segunda-feira, setembro 15, 2008

FESTIVAL SETE SÓIS, SETE LUAS, em CASTRO VERDE

.
Neste fim de semana, Castro Verde esteve no centro do Mediterrâneo.
Aconteceu aqui o Festival do Mediterrânio Sete Sóis, Sete Luas.

O TEATRO DE RUA LEVOU A VILA à LOUCURA GERAL


Bem convidei o pessoal para aparecer por cá.
Foi uma loucura, Castro Verde esteve no centro do Mediterrâneo.

Eventos sucessivos a cada hora durante os 3 dias.
Desde exposições, concertos, teatro de rua, workshops de música,danças mediterrânicas, europeias , de baile mandado, italianas e outras, que depois de aprendidas eram dançadas numa tenda montada no jardim .

Comida alentejana, mediterrânica, a tiborna degustada já madrugada e outras actovidades vividas intensamente.

Este ano inaugurou-se o parque de campismo, pelo que a Vila foi invadida por jovens de mochila às costas que muito animaram a vila e os espectáculos

a 15 de Setembro nasceu EÇA DE QUEIROZ

.
Eça de Queirós


José Maria de Eça de Queirós (Póvoa de Varzim, 25 de Novembro de 1845 — Paris, 16 de Agosto de 1900) é por muitos considerado o melhor escritor realista português do século XIX. Foi autor, entre outros romances de importância reconhecida, de Os Maias e O crime do Padre Amaro.

Biografia

José Maria de Eça de Queiroz nasceu numa casa da praça do Almada na Póvoa de Varzim, no centro administrativo da cidade, mas foi na cidade de Vila do Conde que passou os primeiros meses da sua vida; foi baptizado na Igreja Matriz de Vila do Conde. Filho de José Maria Teixeira de Queiroz e de Carolina Augusta Pereira d'Eça.

Eça de Queiroz foi batizado como "filho natural de José Maria d'Almeida de Teixeira de Queiroz e de Mãe incógnita".

Este misterioso assento dever-se-á ao facto de a mãe do escritor, Carolina Augusta Pereira de Eça, não ter obtido consentimento da parte de sua mãe, já viúva do coronel José Pereira de Eça, para poder casar.

De facto, seis dias após a morte da avó que a isso se opunha, casaram os pais de Eça de Queiroz, já o menino tinha quase quatro anos. Por via destas contingências foi entregue a uma ama, aos cuidados de quem ficou até passar para a casa de Verdemilho em Aradas, Aveiro, a casa da sua avó paterna que em 1855 morreu.

Nesta altura foi internado no Colégio da Lapa, no Porto, de onde saiu em 1861, com dezasseis anos, para a Universidade de Coimbra onde estudou direito.

Além do escritor, o casal teria mais seis filhos.

O pai era magistrado, formado em Direito por Coimbra. Foi juiz instrutor do célebre processo de Camilo Castelo Branco, juiz da Relação e do Supremo Tribunal de Lisboa, presidente do Tribunal do Comércio, deputado por Aveiro, fidalgo cavaleiro da Casa Real, par do Reino e do Conselho de Sua Majestade. Foi ainda escritor e poeta.

Em Coimbra, Eça foi amigo de Antero de Quental. Seus primeiros trabalhos, publicados como um folhetão na revista "Gazeta de Portugal", apareceram como colecção, publicada depois da sua morte sob o título Prosas Bárbaras.

Em 1869 e 1870, Eça de Queiroz viajou ao Egipto e visitou o canal do Suez que estava a ser construído, que o inspirou em diversos dos seus trabalhos, o mais notável dos quais o O mistério da estrada de Sintra, em 1870, e A relíquia, publicado em 1887. Em 1871 foi um dos participantes das chamadas Conferências do Casino.

Quando foi despachado mais tarde para Leiria para trabalhar como um administrador municipal, escreveu sua primeira novela realista da vida portuguesa, O Crime do Padre Amaro, que apareceu em 1875. Aparentemente, Eça de Queiroz passou os anos mais produtivos de sua vida em Inglaterra, como cônsul de Portugal em Newcastle e em Bristol. Escreveu então alguns dos seus trabalhos mais importantes, A Capital, escrito numa prosa hábil, plena de realismo. Suas obras mais conhecidas, Os Maias e O Mandarim, foram escritas em Bristol e Paris respectivamente. Seu último livro foi A Ilustre Casa de Ramires, sobre um fidalgo do séc XIX com problemas para se reconciliar com a grandeza de sua linhagem. É um romance imaginativo, entremeado com capítulos de uma aventura de vingança bárbara ambientada no século XII, escrita por Gonçalo Mendes Ramires, o protagonista. Trata-se de uma novela chamada A Torre de D. Ramires, em que antepassados de Gonçalo são retratados como torres de honra sanguínea, que contrastam com a lassidão moral e intelectual do rapaz.

Morreu em 1900 em Paris. Seus trabalhos foram traduzidos em aproximadamente 20 línguas.

Foi também o autor da Correspondência de Fradique Mendes e A Capital, obra cuja elaboração foi concluída pelo filho e publicada, postumamente, em 1925. Fradique Mendes, aventureiro fictício imaginado por Eça e Ramalho Ortigão, aparece também no Mistério da Estrada de Sintra.


Obras
O mistério da estrada de Sintra (1870) (eBook)
O Crime do Padre Amaro (1875)
O Primo Basílio (1878)
O mandarim (1880) (eBook)
A relíquia (1887) (eBook)
Os Maias (1888)
Uma campanha alegre (1890-91)
Correspondência de Fradique Mendes (1900)
A Ilustre Casa de Ramires (1900) (eBook)
A cidade e as serras (1901, Póstumo) (eBook)
Contos (1902, Póstumo)
A Aia (1894)
O tesouro (1893)
Prosas bárbaras (1903, Póstumo)
Cartas de Inglaterra (1905, Póstumo) (eBook)
Ecos de Paris (1905, Póstumo)
Cartas familiares e bilhetes de Paris (1907, Póstumo)
Notas contemporâneas (1909, Póstumo)
Últimas páginas(1912, Póstumo)
A capital (1925, Póstumo)
O conde de Abranhos (1925, Póstumo)
Alves & Companhia (1925, Póstumo)
Correspondência (1925, Póstumo)
O Egipto (1926, Póstumo)
Cartas inéditas de Fradique Mendes (1929, Póstumo)
Páginas esquecidas (1929, Póstumo)
Eça de Queirós entre os seus - Cartas íntimas (1949, Póstumo)
A tragédia da rua das flores
As minas de Salomão (eBook)
Adão e Eva no paraíso